Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FIAPOS DE MINH’ALMA


Você se pergunta o que são meus poemas.
Eu lhe digo.
É tão simples...
São fiapos, estilhaços... pedaços de mim.
São momentos, são dores, tormentos, lamentos.
São alegrias, são risos.
São visões, são paixões, emoções.
Sou feita disso, de poesia.
De tristeza, alegria.
De ternura, carinho.
Sou aconchego, sou ninho.
Como uma onda que beija areia eu chego devagarzinho.
Ou chego como o vento...
provocando tanto movimento.
Nasci pra ser amada.
Não pra ser desvendada.
Não nasci pra ser compreendida.
Nasci pra ser querida.
SONIA DELSIN
Enviado por SONIA DELSIN em 15/01/2005
Reeditado em 31/03/2011
Código do texto: T1684

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SONIA DELSIN
São Carlos - São Paulo - Brasil
3894 textos (77326 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/16 12:38)
SONIA DELSIN