CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

Poema: "Ninguém"

Ninguém é tao forte que nunca tenha chorado;
Ninguém é tao fraco que nunca tenha ajudado;
Ningúem é tao auto-suficiente para nunca ser ajudado;
 
Ninguém e tao inválido que nunca tenha contribuído;
Ninguém é tao sábio que nunca tenha errado;
Ninguém é tao errado que nunca tenha acertado;

Ninguém é tao corajoso que nunca sentiu medo;
Ninguém é tao medroso que nunca teve coragem;
Ninguém é tao egoísta ao ponto de achar que seus amigos
sao somente seus;

Ninguém é tao individualista por nao saber repartir qualquer coisa que tenha;
Ninguém é tao ruim, por esconder as ferramentas que ajudarão o próximo a descobrir como caçar para sobreviver;
Ninguém é totalmente ninguém, porque mesmo ao final de uma jornada de vida ainda deixou de aprender muitas coisas da sua propria vida;

Ninguém é tao perfeito em tudo ao ponto de nao pecar;
Ninguém é tão arrogante ao ponto de nao se humilhar diante de um erro e pedir desculpas;
 Ninguém é tão alguém;
Que nunca precisou de ninguém ...

Informo aos leitores que continuarei usando em meus textos a ortografia antiga até 2010. A nova ortografia entrou em vigor no Brasil no dia 1º de janeiro de 2009, mas a ortografia antiga continuará válida até o dia 31 de dezembro de 2012. Os livros escolares distribuídos pelo Ministério da Educação poderão usar uma ortografia ou outra em 2009, mas em 2010 deverão estar adequados ao acordo ortográfico.


Valéria Reani
Enviado por Valéria Reani em 06/07/2009
Reeditado em 16/07/2009
Código do texto: T1684786

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Valéria Reani
Campinas - São Paulo - Brasil
64 textos (14989 leituras)
13 áudios (3265 audições)
9 e-livros (199 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/09/14 07:19)