Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Morrendo Sozinho

Vejo o céu e digo:
é prá que vou;
vejo o céu novamente
e digo:
é prá lá que não quero ir.
Dubiedade de criança
fogosa que quer a conquista
mas se perde na derrota.
Se eu alcanço, eu posso.
Se lá não chego é porque
duendes me faltam.
Sou temeroso com as
coisas do céu.
E dizem mesmo:
-toma cuidado -
Cuidado eu tomo
mas sei lá o que pode
acontecer,
se tudo desabar de repente
e você se tornar fruto dos pajéns
do céu, das estrelas e da
fotogênica escuridão.
Pois disso que
tenho medo.
Me improviso e argumento,
mas pouco adianta.
Sou humanizado demais
pra deixar a terra.
É certo que inventaram uma
tal de 3a. idade.
Por isso tenho atendimento
personalidade: com
direito a pílulas e
injeções de hora em hora.
Por isso deste céu que me
aguarda
eu só peço um
pouquinho de atenção
a quem me ouve:
Não deixem não,
eu morrer sozinho!

José Kappel
Enviado por José Kappel em 03/06/2006
Código do texto: T168494
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26785 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 04:03)
José Kappel