Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POEMA SUDORÍPARO


Levanto o supino
        sol à pino
              o piano
                  do menino
                       martelando
                              sem dó...

Tem uma irmã linda
       que não sabe ainda
             o que é gelatina
                 o torso é o que mais me fascina
                       e o que é pior
                              não sabe o que é o suor...

Arco teso em tesa arca
       soquete quente branco tornozelo
        salgado rio espinhoso curvo
         o amor ainda está nas prateleiras
            ela nem sabe e eu sei de cor...

Gazela em gaze faraônica
       limpo os lábios com língua solta
               supino empino em alvo rosa
                  campeão do músculo másculo
                     relincho incho destrincho
                                     estou indo...

Hora acabada sábado à tarde
   saio asfalto de tênis-de-mesa
              seco sem um fio de sal
                      suco cereja melão
                              ela é linda
                               um dia ainda limão.
     




Preto Moreno



















Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 03/06/2006
Reeditado em 03/06/2006
Código do texto: T168553

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
6780 textos (102538 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:26)