Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ão Ão

O cão que morde

                             nas canelas do poeta

de lilases calças flamejantes

a  horda raivosa vociferando

             de infelicidades próprias projectantes

              O cão persegue a cor

                                               é um esteta

a multidão segue obtusa

                                       Intolerâncias

prenhe de invejas e quiproquós

globais obesos escravos

                                       Redundâncias

O poeta morde o cão

                                  numa orelha

vão ambos em perfeita comunhão

mordendo com gosto

                                 a ordem velha

dentada após dentada

                                   Revolução
Dionísio Dinis
Enviado por Dionísio Dinis em 03/06/2006
Código do texto: T168769

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Dionísio Dinis). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dionísio Dinis
Portugal, 54 anos
126 textos (5406 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:45)
Dionísio Dinis