Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Crepúsculo

O ocaso é surpreendentemente belo
Romântico demais para se definir
Talvez seja pela firmeza e pontualidade
Com que ele de modo singelo
Insiste todo dia em se cumprir

Para alguns, sugere algo tardio
Ou um sentimento a se extinguir
No entanto, é com graça e agilidade
Que ele surge no melhor feitio
De quem se entristece, ao se despedir...

O fim da tarde é uma prece interminável
Uma oração solene, que a natureza faz
Diariamente... sem jamais se atrasar
Traz em si, uma mensagem inviolável
Uma etérea e inconfundível paz
A todo coração que sabe amar...

O crepúsculo é uma pausa intermitente
Que conforta a despedida natural
Entre a tarde que se vai... e a noite que virá
Ele é na verdade um presente
Daquele que criou todo mortal
Capaz deste espetáculo, apreciar!


Priscila de Loureiro Coelho
Priscila de Loureiro Coelho
Enviado por Priscila de Loureiro Coelho em 14/05/2005
Código do texto: T16881
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscila de Loureiro Coelho
Jacareí - São Paulo - Brasil, 65 anos
1286 textos (215246 leituras)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 07:59)
Priscila de Loureiro Coelho