Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mais do que me tenho partilhado aos dias

Não mais hei de chorar o abandono
O propósito das mãos é a carícia
e não o aceno daninho do adeus

Não mais hei de esperar o retorno
Nos encontrarmos nas madrugadas
só partilharíamos escuridões

Entreguei-me inteiro a ti
mais do que me tenho partilhado aos dias

Não hei de chorar-te
além da última molécula do corpo
Além da última gota das torrentes
e do derradeiro suspiro dos vendavais

Impossível chorar mais do que sepultar
o sonho de conhecer Paris
e a terceira lua de saturno
que batizei com teu nome

Não chorar além deste incêndio
consumidor
de minha amazônica esperança

Não hei de morrer
além do que suportou
este corpo velado
cercado de amigos

Impossível morrer por ti
mais que estes que agora
acolhem-me e pranteiam

Tudo em vida te ofertei
Só não devo te entregar
este sopro divino
onde acabo de embarcar
Rossyr Berny
Enviado por Rossyr Berny em 03/06/2006
Código do texto: T168826
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rossyr Berny
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
61 textos (3128 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:15)
Rossyr Berny