Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sagração do operário velado

Sem nada mais a ser gasto
nem a ferrugem
que a tudo e a si própria consome
aqui resta este ex-homem
entregue à fúria de Deus

Descaso de seus senhores
que deste ato branco nem terão notícia

O ferro de seus músculos
a lava incandescente de seu sangue
os sóis de seus olhos madrugadores
eram de absoluta posse e lucro alheios

Até esgotar-se a última força
e a miséria acolhê-lo em colo imundo

Poucos  se despedem deste corpo
entregue ao ajuste de contas com Deus

Lixo esquecido há tempos atrás da porta
porque sua servidão já não tem serventia

Rossyr Berny
Enviado por Rossyr Berny em 03/06/2006
Código do texto: T168828
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rossyr Berny
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
61 textos (3128 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:19)
Rossyr Berny