Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poesia minha...

Lampejo em seus olhos como suas mãos acariciam

A metade de mim que é sua e a outra.

Sinalizo pedaços que caem

E os que nunca serão colhidos na bandeja

Das indiferenças.

 

Esboço um abraço que é seu

Por não ter nunca encontrado tão perfeito encaixe

Nos outros braços que enlacei.

 

Focalizo um seu limite

No escuro que transformo a seu grado,

O bom suspiro que me entorna alegria

Quando te odeio e te amo

Em correta face harmônica.

 

E breve é o acolhimento de suas mãos

Na tarde que agoniza folheando o mapa do destino

Em um temporal que cai

Mais fora do ar, que a gota silenciosa.
Eliane Alcântara
Enviado por Eliane Alcântara em 14/05/2005
Código do texto: T16916
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Eliane Alcântara
Lajinha - Minas Gerais - Brasil, 43 anos
177 textos (8649 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:40)
Eliane Alcântara