Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ENCONTRO

 

Faço minhas perguntas ao mundo,

Farto de sol e mar...

Porque eu quero tudo, se sou um quase nada?

Onde beira o absurdo que eu resolvi ficar?

 
Há muito te espero em meio as minhas faces,

Em meio a gritos no meu abismo.

Será que me ouve a alma de minha amada?

A verdade será uma, ou serão algumas as verdades,

Que se escondem atrás de mentiras

Medos e ausências enquanto se buscam liberdades?

Resguarda-se meu coração temendo que o firas.


 

Faço-me fraco diante do mundo,

Porque estou farto do absurdo,

E até farto de me fartar.

A trajetória parece não terminar nunca

E o nunca é o absurdo de não ter sido,
 
Por medo

Do vácuo, da ausência tua...

E agora? Em existências de degredo,

Alguém me encontrará sob o brilho da lua?

 

 Oh, amada minha, o que me acordará da espera,

O que me purgará do pesadelo acordado,

O nervosismo de viver em outra esfera,

Que desde tempos remotos tenho sonhado?

 
© Walterbrios

Walter BRios
Enviado por Walter BRios em 04/06/2006
Reeditado em 18/07/2010
Código do texto: T169247
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Walter BRios
Salvador - Bahia - Brasil, 61 anos
358 textos (13842 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:37)
Walter BRios