Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MORTARIUM (O poeta no paredão)


Não conheço um poeta que tenha
Mudado o planeta
Mais do que o som vivo
De uma escopeta.

O esclarecimento é lento
A bala é rápida
Lê-se poemas na sala
E nas ruas morre-se à bala...

Por mais que escreva
O poeta absorto sobre a mesa
Não faz pudim com sangue
Nem morre no mangue da incerteza...

O poeta no paredão
Faz mais barulho confessando poesias
Do que o corpo
Batendo no chão?


Preto Moreno
27/08/1997
18:50hs




















Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 05/06/2006
Reeditado em 04/09/2006
Código do texto: T169857

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
6774 textos (102504 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:59)