Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SUAVEMENTE INVISÍVEL

O que importa para mim?
Nada mais importa para mim.
Quando o silêncio revelar seu último disfarce
Não terei onde me esconder.
Já terei me transformado em rocha,
Pássaro sobre o mar,
Barco ancorado esperando a hora de partir.
Já não possuo nome,
Apenas respondo porque me chamam.
Já não tenho versos,
Apenas recolho palavras
Que brotam entre as fendas das calçadas.
Quando me sinto só,
Me divirto ouvindo a conversa dos pássaros,
Vendo as nuvens que se abraçam
E não escondem seus encontros.
Me visto porque meu corpo não pode andar nu.
Eu como porque fui feito de vontade de viver.
Saio de casa porque minha cela é pequena
E eu já posso orar na rua.
Meus sentimentos não são difusos.
Talvez deixando de dizer que amo
Eu possa aprender a amar alguma coisa.
Hoje, nada mais importa.
Sinto saudade da beira do mar,
Do barulho das ondas,
Do mergulho que me chama,
Da beleza dos navios afundados,
Do tempo em que havia guelras.
Hoje nada importa para mim.
Recebi uma carta,
Estava na caixa do correio.
Abri, estava em branco.


Preto Moreno


















Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 05/06/2006
Código do texto: T169869

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
6777 textos (102525 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 12:08)