Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

***BARGANHA***


prega colchetes
na roupa de pano
de tecido colorido
contrário à vida
escorrida nos dedos
como calda fina
macilenta, insossa...

passageira do tempo
olha sobre a janela
da parede desbotada
sobreposta na calçada
lamacenta e  grudenta
a rotina das vizinhas
como em câmera lenta...

uma, duas, iguais Marias
das Graças e da Conceição
quando não, das Dores
da suposta Dolores
ou da pura Assunção
mães de muitos meninos
sem bola, pião e pão...

passam as horas
dias se vão
pregando botões
sangrando o dedo
nos alfinetes de ponta
como  espadas sem lume
fincadas no coração...

já não há mais pressa
nem sonho, nem valsa
tudo já é nada
no ponto da agulha
ajustado,  calculado
simetria perfeita
oposta a própria sina...

nos atalhos de si mesma
encurta o caminho
remonta a trama
camufla a cena
permuta personas
barganha a sorte
e segue...

Nikitita... a poetinha de Niterói





Angela Oliveira
Enviado por Angela Oliveira em 05/06/2006
Reeditado em 06/05/2012
Código do texto: T170087
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angela Oliveira
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 62 anos
315 textos (6578 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 09:01)
Angela Oliveira