Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amaros sabores de inverno...

Amaros sabores do inverno
Tragados pelo azul, City zen
Ferrugem no parafuso, fechadura
Pingos insistentes correm pelo ralo

Odores nascarados do Jardim
Um passo pela soleira, outra rua
Sacas à vista no armazém
Tênue solidão, o que sobra para mim

Amarelos limpados a papel
Frutas televisivas, acres insones
Música que não paro de ouvir
Alucinada viagem, vesgo batel

Palavras para correr o mar
Lida em afinco para dirrimir
Pedaços perdidos nos consoles
Esses olhos verdes para amar

O que bate é insensato
Navega em busca da Ilha
Apartes para essa solidão

Medidas de modo grato
Recarrega como se fosse pilha
O trinar canoro da paixão.

Um edifício na Ipiranga, depois da São João. Outra vez a vida é assim mesmo. Intranqüila e louca.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 15/05/2005
Código do texto: T17089
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120251 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:47)
Peixão