Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E Lá Vou Pro Brejo

udo virado,
vida sem timoneiro,
fome o dinheiro,
cadê minha vida,
que se aborreceu alada?

tudo perdido:
perdi meu pássaro,
a passagem nas cordas,
fui enforcadouro
cheio de
sentimentos
nada
duradouros.

agora não tem jeito.

fui pro brejo iluminado
pela lua tosca,
tomando vinho,
com fama de amante
dos visigodos,
e até a
mulher que me prendia,
porquê era amor,
virou chocolate
inteiro de fartura.

pega uma corda:
a mulher virou gorda
de tanto comer
ostras!

e lá vou eu pro brejo!

José Kappel
Enviado por José Kappel em 07/06/2006
Código do texto: T171005
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26782 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:38)
José Kappel