Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sempre no quarto.



Numa noite pelada
no recanto do meu quarto
nada ligava-me
a este mundo,
Assistia em meus olhos
um filme que só imaginava.

De cara virada para a parede
por onde se abria uma tela
como um túnel de formas abstratas
a minha mente cedia...

Num piscar de olhos
procurei me posicionar
lúcido parecia esta
quando na terra pisei.

Cor de chocolate
as flores mais lindas que já vi
a natureza imexida,
respeitei todas as formas de vida
de repente voei
sentindo no fundo de minha alma
que pertencia a tudo aquilo.

Sou parte inocente
do começo que era
o maravilhoso mundo
que se perdeu com a imprudência
dos homens que aqui habitam .
Condor Azul
Enviado por Condor Azul em 08/06/2006
Código do texto: T171455
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Condor Azul
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 54 anos
721 textos (26287 leituras)
1 áudios (175 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:42)
Condor Azul