Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ah! Deu Globo na Minha Vida !

Perdi a Mulher Pra Aldeia Global


e me transformo,
e me viro,
saio, entro,
bato,corro,
e me transfomo,
igual estria de
mulher quando
sai do forno.

ah! essas santas de hoje
me comem de longe !

e me transformo,
troco de roupa,
mudo de uniforme,
procuro ela
até nos informes!

nada, de mulher, nada,
igual piscina sem nado.

baixaria!
igual comida fria de
pizzaria !

levaram minha mulher!
danada de vida,
minha mulher eu amava
chamava ela  até de querida !

brejos! lá se foram.

ela e meu desafeto,
homem da globo,
mulher caiu por ele
e eu sentei de bobo !

mulher. vá
entendê-las!
já não dá,
nem pra
escondê-las !

mas não tem portância
não!
não tem não!

dizem na boca maldita,
cávidos  e altivos,
que homem que trabalha
lá na globo, não é bendito,
pois em vez de comer,
ele vai mesmo pra
ceia dos trazeiros
ávidos !

e me transformo!
sou já até oval !

perdi minha mulher,
bonita e até gostosa,
para um príncipe da
aldeia global !
José Kappel
Enviado por José Kappel em 08/06/2006
Reeditado em 08/06/2006
Código do texto: T171496
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26783 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:28)
José Kappel