Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

(a Machado)

Gosto de todos
Dos que vivem solitários
E dos que morrem de mãos dadas
Dos que estão nas cozinhas
E dos que estão nas salas

Ouço quase como num transe
Canções de um bardo solitário
Que chora em notas musicais
Tristezas de um mundo sem rima

A lamparina nas mãos do homem
No alto das colinas que circundam a vila
Por entre plantas e animais
Iluminando e escurecendo
Caminhos que não percorre mais

Envolto pelo manto
Escondido por entre segredos
Na solidão ou na multidão
Na montanha mais alta
No vale mais profundo
Será só ele personagem deste mundo?
Vermelho
Enviado por Vermelho em 16/01/2005
Reeditado em 16/01/2005
Código do texto: T1716
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vermelho
Salvador - Bahia - Brasil, 29 anos
22 textos (1332 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/16 23:01)
Vermelho