Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PLÁCIDO ... se fez um tempo

Plácido…
se fez um tempo
ora a reter-se
na delonga do presente,
ora a derramar-se
ainda e sempre
no mármore solene
dos meus memoriais.

Absurdo...
o instante insidioso,
a perfídia lascada e dilacerante
da mais incauta matéria
nos confins de mim.

Renegado...
um futuro a estrear
com credos originais,
garantias promocionais
no fim da estação.

Insano, (já)…
o corpo sentado
no ultimo degrau
alcançado com vida.

Exausto e vão,
dístico ao peito,
para todos os efeitos:

                    Eu Sou!
mesmo omisso!
e a tranquilidade vem
de não ser urgente
entender mais que isto.
Luis Melo
Enviado por Luis Melo em 08/06/2006
Código do texto: T171723
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luis Melo
Portugal, 59 anos
64 textos (2257 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:55)
Luis Melo