Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

rude solidão

Ruas cruas de asfalto
rumam em direitas e esquerdas,
cérebro movimenta automaticamente
sobe e desce na imagem deserta,
versos e setas na contra-mão
infração do tempo de idas e voltas,
sem mesmo saber onde estacionar:
se no pensamento ou na calçada da vida...
Loucura e incertezas dos desníveis da solidão
Paradoxo!
Sempre mesma, sempre presa, sempre uma nota só...
... da canção ração.
Pupila
Enviado por Pupila em 08/06/2006
Código do texto: T171931
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Pupila
São Paulo - São Paulo - Brasil
657 textos (21088 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:44)
Pupila