Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POEMINHA POSSESSIVO

De dia,
talvez eu veja o mundo.
E, às vezes, o encurto, por preguiça.
Mas curto.

De noite rumino, explico, complico.
Clico ao virtual amigo,
e quando ansiedades
monitoram o ausente,
orkuto,
Durante horas e horas,
na solidão dos condenados a pensar,
todos os surtos.

O poema é sempre o traço:
a garatuja do abraço.

– Do livro BULA DE REMÉDIO, 2004/2009.
http://www.recantodasletras.com.br/poesias/172075
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 09/06/2006
Reeditado em 02/06/2009
Código do texto: T172075
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Joaquim Moncks). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 70 anos
2581 textos (709794 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:35)
Joaquim Moncks