Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eu de Ranço

Havia de ser um dia
e veio o dia.

E veio fervoroso,desamado,
e cheio de falta de fé:
na plataforma, tudo congestionado,
sem pôr, nem tirar, estava tudo arredio.

Havia de ser um dia prá não existir.

Ela,da porta, acenava com um lenço branco.

Era um dia fervoroso e eu
eu de ranço!

Pois perdi, o que não era meu
desfiz o que o céu armou,
num dia congestionado
de desamores!

E eu pensei,
já sem ser querido:
-vá se quiser!
- volte se puder!

Palavras de
homem ferido!
José Kappel
Enviado por José Kappel em 09/06/2006
Código do texto: T172104
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26781 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:39)
José Kappel