Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eu Era Gente

Vim andando pela calçada
da esquina
de três saídas.

Vim andando e pensando:
não posso andar nem pensar!

E porque estou nesta esquina
de três
pontas e um andar de
dez andares?

Tomei um elevador,
fumei um cigarro,
acariciei um sonho,
vestido de mulher,
que. por instantes,
passava,
com busto afora,
e disse:

Que coisa tola,
não posso andar nem
pensar !


Se não posso andar,
nem pensar
não tenho mais
deveres.
em casa,
nem de trabalho,
nem com os avós
e a mãe deles.

Liguei o radio e,
pouco a pouco,
adormeci.

Acordei em outra
esquina
onde milhares
olhavam um
buraco ser aberto.

É aqui...pensei
É aqui... que começa
a história da humanidade:
todos olhando.

Mas que tolo !
Não posso pensar,
sou feito de arco-iris,
abóbora vermelha
de um corrrimão de 1930
e de ...
uma burra saudade
do tempo que,
gente! Eu era
gente!

José Kappel
Enviado por José Kappel em 09/06/2006
Código do texto: T172110
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26785 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:26)
José Kappel