Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

No Centro do Mundo

Sou sincero, mas discreto,
ocasional de raíz,
passante de trilhas,
abertas ao sol e à
meigas estrelas; e
nega, supostas notícias,
que arredado procura,
pela próxima mulher.

Assim caminho eu,
sabe lá Zeus como faço.
Mas que teimo,teimo,
casca grossa,
visão curta,
coração de criança,
roupa de coragem,
comprada pela mãe
no armarinho de
duas portas.

De mitologia tem muito:
sempre esquecido,
só procurado pelos visigodos,
na hora em que as
portas se fecham
e vou eu lá abri-las,
como se abrem os espíritos
abatidos e magoados.

Homem de três vezes,
nenhuma mulher,
visgo, passageiro,trivial,
carona do sentimento
do próximo,
ávido comezinho de
desgraças particulares.

Assim, como um revoar
de pássaros albergues,
peço ao próximo
que se aproxima
de lancetes à mão
que prá ser ferido estou
pronto;
mas prá ser amado
já sou um monte de
ferro-velho
encalhado no
centro do mundo !
José Kappel
Enviado por José Kappel em 09/06/2006
Código do texto: T172113
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26782 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 18:50)
José Kappel