Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

sou (no substantivo muito próprio)

no que sou
e o que supôem,
há um abismo
como...entre o sonho
e o fim.

na verdade,
sou a ideia em viagem,
o amor mais além,
o sonho sem margem.

sou o mundo onde habito
o pão que dou,
o azul que fito,
o homem que sou.

sou o que sinto e em mim morre,
a vida ruim,
a lágrima que escorre,
a flor do jasmim.

sou o que sou
e ninguém adivinha,
o menino que pecou,
a erva daninha.


=============================

Para a Elcinha que tem a calma,
a bondade e a paciência
de ser amiga,
no que aparento
e no que sou.


João Videira Santos
Enviado por João Videira Santos em 09/06/2006
Código do texto: T172275

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (João Videira Santos). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João Videira Santos
Lisboa - Lisboa - Portugal
233 textos (16636 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:38)
João Videira Santos