Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0292 - Sobre o tempo

Escrevi muitos nomes com água e o sol secou,
lembrei que a paixão também tem calor,
é como ferro quente que atravessa as carnes
de um e de outro ao mesmo tempo até ferir de vida.
 
Deixei algumas perguntas e respostas para o tempo,
terei um pouco de paz quando parar de sonhar,
preciso dividir ao meio a paixão que sinto,
se souber quem possa responder me avise ou venha.
 
O coração tem caminhos a seguir, mas está solitário,
poderia falar das estradas, das noites que fiz amor,
mas somente o tempo dá e o tempo apaga,
preciso esperar mais, até que o amor fique na alma.
 
Voltarei o tempo, se pudesse, começaria outra vez,
quero novos sonhos, meus carinhos mais autênticos,
quem sabe com alguma mulher que já amei
ou todo o tempo sempre fui amado e não senti.
 
Preciso que o tempo me responda hoje ainda,
somente ele pode me falar destes sentimentos confusos,
por onde andei pouco importa, mas quem amei, não sei...
Quem sabe sobre o tempo? Talvez nem saiba nada de amor.
 
21/05/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 16/05/2005
Código do texto: T17271
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116248 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:01)
Caio Lucas