Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HOMENS AO MAR



Portos podres, moleixes, baques,
Um surto, oficial furto da vida alheia,
Escamas, mamas, cações,
Pedradas no topo do mastro,
Vingativos corações...

Não, não tenho ilusão,
O mar molhado e o porto seco,
Não vejo mais não
Um anzol coeso
E nenhuma emoção...

Fotos de dorsos, de canelas, monstros,
Um avião para o vôo fatal, pronto,
Karma quase indecente,
Cheio de gente, o porto,
Estivada, sem mal...

Ah...animal...animal que domina o homem,
Ente imortal...
Na beira do cais, no gomo da corda,
No frio da brisa, pirata irreal...

Poéticas cestas, sutís divisões,
Montanhas de seixos,
Doentes cisões...

Portos sem dentes, sutís tubarões,
Razões da idade, da vida covarde,
O próximo ao mar,
Ao mar, de verdade...

Preto Moreno
Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 10/06/2006
Código do texto: T172876

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
6777 textos (102521 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:29)