Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ENCONTRO MARCADO


- Por que vais tão apressada,
Ó clara água do rio?
Perguntou a frágil florzinha
Tremendo de tanto frio.

E sem parar por um segundo
A rápida água ondeando,
Elevou-se marulhando
Palavras de explicação:

- Tenho um encontro marcado
Com um amor muito antigo,
Esperando-me engalanado
Não perco tempo contigo.

É tempo de cio do mar...
Não ouves as trompas
Da orquestra da natureza
Anunciando o casamento?

Curvam-se os habitantes da mata.
Silêncio - da lebre à maritaca.
Conivente o vento se cala
Porque, encantado, perdeu a fala.
 
As águas se enlaçam num abraço
Ao elevar a maré os seus seios,
E o beijo, ejaculado por todos os veios,
Fecunda e prepara o espaço

Para o nascimento que provoca
Dores no ventre da terra,
Da monumental e estrondosa criança:
A majestosa pororoca.

10/06/06.
Maria Hilda de Jesus Alão
Enviado por Maria Hilda de Jesus Alão em 10/06/2006
Código do texto: T173048

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Hilda de Jesus Alão
Santos - São Paulo - Brasil
848 textos (343315 leituras)
19 áudios (10580 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:05)
Maria Hilda de Jesus Alão