Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HOMENAGEM

À Najah DL

Embriagado nos teus sonhos, eu sorvi
Gole a gole, teus belos versos e poemas,
Sonetos tão inebriantes, que esqueci
Todas as dores que havia em meus temas.

Absorvendo os teus finos paladares,
Repudiei-as, uma a uma, enquanto pude.
Minha cítara quebrei e meus pesares
Se esvairam ao ouvir teu ataúde.

Ensimesmado, me calei, fugiu-me o estro,
Quedou-me a mão, insegura, e canhestro
Fui incapaz de escrever c’o igual paixão.

Meras sombras perante o sol de tuas lavras,
São os meus versos famintos d’outras palavras
E não as tenho, pra meu desgosto e frustração.
mreno
Enviado por mreno em 17/05/2005
Reeditado em 12/06/2006
Código do texto: T17392
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
mreno
Itajubá - Minas Gerais - Brasil
37 textos (1814 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:38)