Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minha Querida (tercetos)

Veja só que faceira
Nessa dança de licores
Bandeja e cerveja
E de renda estrangeira

Debruns almiscarados
Travesseiros largados
Tudo já preparado
Para corpos mascarados

Cerejas e chocolates
Para novas brincadeiras
Roupas caindo no chão
Depois ducha para todas as eiras!

Peixão89
(em algum lugar deve ter mais textinhos que foram compostos na sequência).
Uma deliciosa composição com Yeda Schaltz "Bombons ao Licor" e Fernando Santos "Mon Chéri"

BOMBONS  AO  LICOR
YÊDA SCHMALTZ

"Uma das coisas de que mais gosto é de chocolate, e adoro os bombons
de cereja ao licor; assim, no desejo de agradar os amigos neste Natal, estou enviando a todos o meu presente: esta caixa de bombons ."

Essas minhas calcinhas
me confrangem:
suas rendas, debruns,
transparências e linhas
— vaidades de mulher
para agradar seu homem.
 
Mais saudáveis
que poesia reclamando
o amado que partiu
— bons goles de cerveja.
 
Abandonei a literariedade
da vingança,
um exercício
do qual já me cansei.
Prefiro o outro vício
na bandeja (vícios?)
à poesia
do melodrama.
 
O que me comove mesmo
são minhas calcinhas
bonitas demais,
meus travesseiros,
minha cama,
bombons ao licor
e cerejas.

MON CHÉRI
Fernando dos Santos

Se você mostra as rendinhas,
Não dispenso o chocolate:
Vou tirar suas calcinhas
E fazer um disparate!
 
Vou provar o Mon Chéri
Recheado de licor
E ouvir dizer Oui
É todo teu... meu amor!
 
E na gostosa doçura,
Sentirei o paladar
Que me dás com a ternura
De o chocolate provar!
 
Nunca mais irás dizer
Que preferes outro vício;
Quando o bombom se romper,
Tens licor no orifício!
 
Não haverá melodrama
Só o licor de cereja
Perdido na tua cama
Entre golos de cerveja!
Peixão
Enviado por Peixão em 17/05/2005
Código do texto: T17465
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120250 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:56)
Peixão