Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MODELO NO PRECIPÍCIO

 

Pena leve, ou breve...

A que deve a vida dizer,

A que a pena serve,

Escrever as linhas do ser?

 

Pena pequena, ou grande...

A que carrega a linha da vida,

Se na vida esta linha se expande

Para um dia chegar à partida.

 

Longe, tão longe dos dias

E das loucuras escondidas,

Mentiras inocentes e euforias

Escritas a penas sentidas.

 

Sinto o trejeito do sonho

Na seda do travesseiro

Quando me deito tristonho

No meu ansiar derradeiro.

 

Como conciliar a loucura,

Se o bem  mal vive e canta?

Como concluir a procura,

Se o mal sobrevive e espanta?

 

Qual o modelo bonito de enxergar

Diante do precipício do mundo,

Sem olhos d’alma e asas pra voar?

Alma espreita o sacrifício de tudo.

 

Se vale a pena viver, agora é agora...

Vida não espera, é um trem partindo...

Vamos botar as malas para fora

Enquanto as horas vão sumindo.

 

WalterBRios

sábado, 3 de junho de 2006


















Walter BRios
Enviado por Walter BRios em 13/06/2006
Reeditado em 13/06/2006
Código do texto: T174691
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Walter BRios
Salvador - Bahia - Brasil, 61 anos
358 textos (13845 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 14:02)
Walter BRios