Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NADA

Fui pó, fui pisado
Foi do pó que fui
Formado, moldado
Deu-me vida, sou criado
Tenho cabeça para pensar
Os cabelos para pentear
Os braços para alcançar
Mãos para coçar e pegar
Os meus pés que me levam
Me fazem andar,
Meus caminhos tomar
Oe meus olhos para olhar,
Enxergar, e admirar
O Nariz para cheirar
E poder respirar
Os ouvidos para ouvir
E tambem os sons curtir
O meu corpo para complementar
E os meus membros amparar
E as pernas para em pé ficar
E tudo isso um dia,
Vai acabar
Pois ao pó, vou retornar.

Mari Cordeiro
Marines
Enviado por Marines em 13/06/2006
Código do texto: T174820

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marines
Ponta Grossa - Paraná - Brasil, 61 anos
193 textos (18587 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 08:37)
Marines