Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SENTIDA AUSÊNCIA

Posto que o sol a tinha
Por companheira em manhãs
Em que docemente vinha
Colorir seu rosto e as romãs,

Há um recorte no céu vago
De um corpo que se faz ausente
E um sol que se faz magro
Falo corpo que se faz inpresente,

Sem contar aqueles que a amaram
Em dias longos e noites claras
E que hoje muito já choraram
Como ao perderem pedras raras.

Nada ocupa o espaço habitado
Se não for entregue a quem ocupado
Esteja em semear o amor em outras searas.

Preto Moreno

Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 13/06/2006
Reeditado em 04/09/2006
Código do texto: T174952

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
6780 textos (102538 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 09:26)