Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Casca de Pó

Desde pequena ela era assim:
desenhada de beleza,
adornada por olhos
cor de balé,
lábios esvoaçantes
como pássaros,
felizes igual numa
tarde sem outono.

Só em nós,só...
nos bastava.

Mas um dia veio a vida,
eu virei desembaçador de
janelas,
e ela dona de casa e filhos
e de um marido sem casco.

E nunca mais nos vimos.
E se alguém descobrir o que
é verdadeiro amor, digo lá que sei:

É viver dentro dela
é viver na vasta
calmaria.

Se alguém souber dela
altiva e vesta,
telefone por favor
pois dela me revela
de amor eterno !
José Kappel
Enviado por José Kappel em 14/06/2006
Código do texto: T175139
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26784 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:31)
José Kappel