Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Canto a Hora

Canto a hora
de uma às cinco!

Sozinho,
quebro as esquinas
sem ela ver.

Mas disse quatro
ou três?
Não sei.
Incógnita, eu sei!

Sei que canto
a hora, e dela
nem passos,
nem sombreros
de luzes.

Apenas a ama
que atravessa a rua
e diz incógnita:
sua amada
contou as horas
e já não vem mais,
nem essa hora,
nem qualquer
hora.

Foi assim que
começou dentro da
hora
e terminou bem fora
de hora.

E não é qualquer um,
bem bordado,
e enlaçado, que
leva um chute
em cima da hora.

José Kappel
Enviado por José Kappel em 15/06/2006
Código do texto: T175771
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26787 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:13)
José Kappel