Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lua de todos os contrastes



 

 

De todos os cárceres das sombras.

Nesse rodopio do não, circulam as luzes fechadas,

As vozes tapadas nos lenços da diferença. Não.

 

Podia-se começar ao contrário,

com uma rocha preta quebrando o iceberg, a força-luz

estragada.

O óbice como uma estrela. Devia ser o mar outro rio.

Correr sem bordas, como na ideia, na generosidade.

 

A lua de todos os contrastes, também é luz.

 

 

 

 

Constantino Mendes Alves
Enviado por Constantino Mendes Alves em 15/06/2006
Código do texto: T175804
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Constantino Mendes Alves
Portugal
324 textos (3787 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:31)
Constantino Mendes Alves