Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Absurdo de Alcova

Intensidade.
Somos lesos da verdade
Ali no assombro, somamos eficácia
Sentido, nós e a audácia.

O mar à nossa sombra,
Em pompa
Querendo e, cada vez mais,
Ousando.
Temos nós em nós
Observando, aliterando.

Barulho, ruído interno, intenso
Desequilibra, a corda bamba
Na esquiva, desesperança.
Somos todos, donos de si
De mim e de ti.

Ora, lá!
É o que temos;
Nas mesas, comemos.
Cheiramos e vos bendizemos
A praia, o arpoador, a macela
E a calçada.
De raspa, a estrada
A nos guiar por aí.

Sabemos muito e não restamos nada,
Em horas, em dias, sempre um cetro na completa
Estada.
De nossas mentes em sino dobrando,
Um ás exala.
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 15/06/2006
Código do texto: T176096

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
730 textos (34088 leituras)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:40)
Cesar Poletto

Site do Escritor