Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Assumi-te, Poeta

Encouraçado arcabouço,
Resto de nada, sustentáculo traço,
Sem querer, faço o que ouço,
De ti, mistérios, torpe espaço.

Valho pena e tinta, enlevo o alvo,
Minúsculo broto emergido, insano,
Dispêndio de humor são e salvo,
No limiar desespero, tenaz profano.

Jangada no rumo, o caminho desconhece,
Quase entendo, jogo-me ao léu, de frente,
Prostrada a jaula e a glória presente,
Faz a obra nascer e se ejetar do ninho.
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 15/06/2006
Reeditado em 24/08/2006
Código do texto: T176180

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
730 textos (34088 leituras)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 10:58)
Cesar Poletto

Site do Escritor