Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CARTEADO, PORRINHA E DOMINÓ

Nem os dominós
hão de colar as pedras em movimento,
ninguém fica só só pela vontade de ficar só
nem por jogar pernas ao vento;
em qualquer idade,
as pedras estarão sempre em movimento
por mais que batidos os dominós ou as porrinhas
quando em bucha de seis ou de lona
[em queda]
zeram as palavras substituídas pelos jogos de salão
para esquecermo-nos casal.

Nem os baralhos
hão de marcar as cartas em movimento,
ninguém fica só pela vontade de querer ficar só
blefe com um ás de ouro na manga;
em qualquer idade,
o dois de qualquer naipe pode sujar canastras reais
por mais vulgares o choros das cartas
[à parte]
quando o morto ao lado da mão direita de tamanho vício
insiste para mostráramo-nos.
 
antes de qualquer possibilidade de apostas,
nesse jogo de amor sem volta
me entreguei à ti
muito, muito mais do que ao carteado, à porrinha, ou ao dominó!

Djalma Filho
Enviado por Djalma Filho em 15/06/2006
Código do texto: T176284
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Djalma Filho http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=686). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Djalma Filho
Salvador - Bahia - Brasil
658 textos (19522 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:45)
Djalma Filho