Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O TEU NOME É ALEGRIA (cana)


Exploração acentuada na boresca,
vaza dentro com exploração,
disfarce com meia-lua,
carapuça sem-vergonha.

Não vence a sacana,
mulheraça com cara de xana,
embriagada na cama, mé,
debruçada - tome juízo, moça!

Com muita água benta,
no arrebenta-peito,
dá um beijo na gramática,
sai e entra dona-branca.

Beberrona desbirutada,
açoitada no pileque,
ela é um pau de cana,
derrama muita chama.

Perigosa patrícia,
vai e engasga gato,
água que passarinho não bebe,
espalha na bagaceira,
abre ela, abrideira.

Zé! Tu não vem provar?
caninha, grande baronesa,
mulher, moça branca,
pinga, Ó dengosa!
sai e não demancha-samba.

Bebes, um pouco de água-benta,
e chama mamãe-sacode,
cai na gandaia espírito,
brasileira, água de briga,
é com a maria-branca,
branquinha, meu-consolo.

Beba Lucinha! gute-gute,
esquenta tudo por dentro,
danada, malvada, pilóia,
aguardente, caninha, rama,
beba que te faço feliz.



ERASMO SHALLKYTTON
Enviado por ERASMO SHALLKYTTON em 16/06/2006
Reeditado em 25/09/2011
Código do texto: T176813
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ERASMO SHALLKYTTON
Caxias - Maranhão - Brasil
4168 textos (2055739 leituras)
1 áudios (971 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 12:05)
ERASMO SHALLKYTTON

Site do Escritor