Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fazer Poesia

Fazer poesia é procurar por coisas
que você pensa que não conhece,
que você pensa e depois esquece,
que você pensa e até parece

que não é aquilo que você pensou.

Fazer poesia é dar marcha-a-ré,
andando pra frente e às vezes ter fé
na vida que a gente não pode dizer
que não descobriu ou nunca quis ver.

Fazer poesia é a prova dos nove
que a ninguém comove, exceto você
que sempre se vê sem roupa na rua,
mas nunca vestido em casa está.

Fazer poesia é sempre buscar
a fuga naquilo que nunca encontrou,
é identificar o brilho da lua
no trilho da estrada que passa o trem.

Fazer poesia é às vezes também
sorrir da maneira que ela sorriu,
fugindo da feira depois que o abiu
ela fez que não viu que era você.

Fazer poesia pra se entristecer?
Não era preciso o esforço fatal.
Fazer poesia – não era esse o tal
do desejo coberto com a folha do tempo?

Fazer poesia, às vezes eu tento.
Fazer poesia não é meu intento
ainda que atento àquilo que invento,
mas que não comento com quem nunca vi.

Fazer poesia do que esqueci
não é o objetivo que escolhi,
desde que esteja com aquele guri
a mesma alegria que está no gibi.


Rio, 06/05/2006
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 18/06/2006
Reeditado em 28/10/2006
Código do texto: T177704

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6596 textos (144454 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:23)