Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nocturno



 

Que doce noite nesta palavra pequena,

Lua. Ventre noite, feto de poema,

Mãe de todas as palavras.

 

Como uma chama, arde indelével no poema.

 

Constantino Mendes Alves
Enviado por Constantino Mendes Alves em 18/06/2006
Código do texto: T177796
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Constantino Mendes Alves
Portugal
324 textos (3787 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:40)
Constantino Mendes Alves