Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Terceira Lei de Newton

Depaupere inda mais
As leituras assaz insanas
Ao revelar do sol, à noite, nas cabanas
Pobre em palavras, se vós sois, abdicais.

Desgrace inda mais
Os papéis solícitos, indefesos
Ao ascender dos astros, ao singrares navais
Se reles sentimentos o nutrem, são pesos.

Segregue inda um tanto
As letras das rasuras
Estas, clamam por lisuras
Pratique a boa fé noutro canto.

Apanhe o tílburi na Alameda da Demência
Siga acompanhado na bela diligência
Atravesse a Ponte Letargia
E capote na Estrada que te guia.

Ponha ao abrigo, as retinas sapientes
O coração declinará, ressoarão vozes
Dismorfias graves são as conscientes
No horizonte há lixeiras, examines.

Mastigue um osso, tome uma aguardente
Enquanto isso, eternas obras iminentes
Renovarão a beleza e a poética paz
E o nosso emérito literato, no cenário jaz.
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 18/06/2006
Reeditado em 24/08/2006
Código do texto: T178039

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
730 textos (34095 leituras)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:26)
Cesar Poletto

Site do Escritor