Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desígnio

________________________________


A poesia está em minha vida
Sem fronteiras de tempo
De espaço...
É tão somente um ponto de partida
Uma luz que resgata
Um tempo longínquo
Interrompendo o curso natural da história.

Assim,
Percorro versos, linhas inteiras
No silêncio
Nessa inevitável ausência de ruídos, de vozes
Nessa ilimitada incerteza
Que se perde definitivamente
Em algum recanto
Desse percurso reflexivo.

A palavra em sua essência
Nutre o desejo de simplicidade que persigo
Tocante, mas não tocável...
Como se o grito narrador
Ecoasse por todos os sentidos
Entrecortando a narrativa
Quebrando ritmos, em lampejos
Tecendo versos sem rima
Caindo no vazio
Seguido, enfim, de silêncio.

É nessa eterna procura
Que finalmente encontro
A voz que se revela pelas linhas
A voz que se coloca diante de seu próprio desígnio
A palavra
Indefinida
Etérea.
Claude Bloc
Enviado por Claude Bloc em 19/06/2006
Código do texto: T178382

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Claude Bloc
Fortaleza - Ceará - Brasil
199 textos (7784 leituras)
12 áudios (1127 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 13:50)
Claude Bloc