Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ME DESCULPEM!

Revejo meus atos...
Repenso meus conceitos...
Me abstenho dos preconceitos...
Desnudando todo meu ser!

Uma vontade me invade...
Torna-se imperativa!
Me desculpem...
Me desculpem, todos vocês!

Desculpem a minha sensibilidade
(Às vezes me traduzem como mimada)
Mas sou apenas apegada
Às amizades que conquistei!

Desculpe meu amor...
Minha necessidade de você...
Meu coração é um insano
Que arrebata minha razão...
E eu me imagino correspondida...
Mesmo sabendo não ser!

Desculpem a minha carência...
A minha sede de vida...
A minha pequenez!
Só tento ser a minha verdade
E nem sempre elas traduzem vocês!

Me desculpe poesia...
Por torná-la tão banal...
Ah! Como eu queria ser poeta...
Fazer minha melhor tradução...
Do amor que tenho em meu peito
Que quer invadir o mundo...
Unindo todos num só grito
Melhorando o que me cerca...
Me ensinando a ser gente
E a merecer vocês!

Me desculpem...
Sou só falha...
Tenho muito que aprender!

Santo André, 14.06.04 - 12:41 h
Enloucrescida
Enviado por Enloucrescida em 19/06/2006
Código do texto: T178452

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Enloucrescida
Santo André - São Paulo - Brasil
634 textos (89716 leituras)
14 áudios (2047 audições)
4 e-livros (1045 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 09:17)
Enloucrescida