Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SAL DA PELE

Sal da lágrima
Tempera a tristeza.
Sal da baba
Determina o estágio
Da loucura
Que pode ser contágio
Neste mundo que está podre.

Sal da terra
É o corpo que morre,
Sal da alma
É a prece que sobe.
Sal do inferno
Os pecados capitais
Que aferrolham homens
Em masmorras infernais.

Sal da pele
O suor do trabalho,
Sal do amor
Duas bocas em beijo,
Sal do corpo do badejo
Desperta incontido desejo
De a fome saciar
Nesses tempos de escassez,
De ganância e mesquinhez.

02/08/04.
Maria Hilda de Jesus Alão
Enviado por Maria Hilda de Jesus Alão em 19/05/2005
Código do texto: T17881

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Hilda de Jesus Alão
Santos - São Paulo - Brasil
848 textos (343272 leituras)
19 áudios (10580 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:35)
Maria Hilda de Jesus Alão