Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Possuir um Blues!

O espelho que olha além do olho
Pela veia central da via vicinal
Corta todos os caminhos, arte visceral,
Transmuta o fator no ato, encolho,
Sobras pelas travessas do Javali
O comediante que chora antes de fazer rir
Cabelos desfeitos no sono intranqüilo
Vestígios pelos castigos que a vida impôs
Impostores colocam o holofote no olho
A carne trafega em busca de bálsamos
Janela para cenas malvistas, alhos,
Sua bunda exposta para receber, teso,
Agruras revistas se escondem, gozo,
Marcha com afinco no Porto, tombo n’água,
Sobe a luz no corredor do ônibus, sinos,
Trilho seco na montanha, cortina fina,
Voz oculta, manias incultas, espiões,
Menos sentidos em frases malditas,
De tudo aquilo que vira espelhos, citarás,
Um destilado, limão, depois um banho,
Divertido é continuar brincando...

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 20/06/2006
Código do texto: T178956
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120251 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 16:54)
Peixão