Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sumo Poético

Atacado por vis achaques
Tombadilho de tristeza
Na minguante lua, alardes.
Avalanche, incerteza.

Alumia a lamparina altaneira
Benquista a bruta chama
Minorando a densa lama
É céu, condensado e à beira.

Furtar-se a fitar deslizes
Sempre altiva a chama crava
Nesta terra de mesmices
Dá enterro e a própria cava.

São horas adentro da aurora
É a codorna depenada
Esquecida e paginada
O soluço não demora.
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 20/06/2006
Reeditado em 24/08/2006
Código do texto: T179161

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
730 textos (34092 leituras)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:46)
Cesar Poletto

Site do Escritor