Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema Virginal

Toquei teu poema virgem
Tantos arrepios eu senti
Claro como água em fonte
Mala pronta de viagem
Toquei teu poema virginal
Tanta vida eu senti
Fresco como um beijo
E me rasguei como animal
Toquei teu poema, e desvirginei
Tantos dedos eu coloque
Como se tocar fosse a pele
Com desejos que sonhei!

Sonhei que tinha tocado, quando olhei, era seu poema!

Peixão89
Inspirado no "Poema Virginal" da amiga e poeta Valéria Tarelho.
www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.phtml?cod=46298&cat=Poesias
Peixão
Enviado por Peixão em 19/05/2005
Código do texto: T17947
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120250 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:58)
Peixão