Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soldado Sem Guarda

fui de mensagem
e voltei de
passageiro.

de sobra, só ganhei
rasgos de seda do
vestido dela.

passei por lagos intrusos,
gruas de sombra,
quis voar igual
aos pássaros de ninho.

mas qual!

vida de amor é de morte!

acabei sem ela,
igual a
um sonho embutido:
de mãos antigas
e vazias,
carregando
nos ombros
suas palavras:

vai zé zebendo,
não sou mais sua.

tenho dois reis,
um homem,
e amo um príncipe.

eu, soldado sem guarda,
fui viver só,
lá em antares,
que faz fronteira
com a terra dos amores
sem asas.
José Kappel
Enviado por José Kappel em 21/06/2006
Código do texto: T179506
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26783 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 08:57)
José Kappel